3 formas de vender mais com branding e escalar o seu negócio



post_blog

3 formas de vender mais com o Branding e escalar o seu negócio.

As empresas hoje em dia querem ser notadas, reconhecidas e com isso aumentar suas vendas. O que poucas sabem é que um bom trabalho de branding para vender mais pode promover isso, começando pela presença digital nas redes sociais, afinal quem não é visto não é notado.

Por meio da internet, você atinge o público do seu interesse e busca conectar empresas e consumidores. Através dessa estratégia digital é possível fazer com que seu negócio seja percebido e notado, e assim possa começar a vender mais com branding.

Mas só isso não é suficiente, é preciso ter um planejamento para executar uma boa estratégia dentro do seu negócio e alavancar as vendas.

Como começar a vender mais?

A presença de marca no digital para aumentar as vendas parece algo fácil de se fazer, e de fato o é quando se tem um bom planejamento, mas caso não seja algo pensado se torna uma estratégia vazia que não atinge o público desejado, não cria engajamento da marca e não vai gerar o resultado que você espera.

Para começar é preciso conhecer seu público, basicamente definir o cliente ideal para sua empresa. Isso é fundamental, é a base para começar qualquer projeto de vendas no marketing digital, porque de outra forma, como você saberá a quem se destina seu produto ou serviço?

Branding Persona

Então, devemos criar a Persona, basicamente é um “personagem fictício” que criamos para entender o público que consome.

Precisamos de algumas informações:

 

Depois de definir a persona, fique atento para escolher as mais importantes, aquelas que se encaixam melhor com o seu perfil de cliente. Lembre, isso servirá para direcionar suas estratégias de marketing digital para impulsionar suas vendas.

Uma diferenciação importante a se fazer: não confunda público alvo com persona. O público-alvo é um grupo de consumidores que possuem características semelhantes, como idade, sexo, profissão, e por isso são o foco das ações de marketing e vendas. 

Agora sim podemos começar a pensar em como vender mais com Branding

 

1. Redes sociais

Como falamos anteriormente, a presença no meio digital hoje é fundamental para qualquer empresa ou negócio, segundo o relatório de comércio eletrônico de 2018 da

NuvemCommerce, 21% das vendas neste ano aconteceram nas redes sociais. Além disso, oito em cada dez visitas e uma em cada quatro vendas foram geradas por meio destes canais. O Instagram representou 59% das vendas, e o Facebook ficou com 37%.

Isso ajuda a entender que é preciso estar nas redes sociais para vender mais com branding mas como falamos antes, não adianta apenas existir, é preciso pensar em como de que forma você deseja existir nas redes sociais.

Pense neste cenário da sua marca

Imagine que você busca por um serviço e percebe que possui um local próximo a sua casa. Você começa a buscar as redes sociais desse local, mas ela não possui postagens, sequer fotos ou quaisquer outras informações. O seu cliente fará a mesma coisa ao te procurar na internet.

Pense que ao criar uma página no nome da sua empresa, ela será procurada e encontrada por possíveis clientes, ou seja, se você pretende criar apenas por ‘existir’, para não movimentar e alimentar com conteúdo, não faça. Isso gera uma falsa impressão de que a empresa está ‘abandonada’ e vai arruinar suas vendas.

Então, ao criar suas redes é fundamental ter uma identidade que permita um reconhecimento das redes, ou seja, ter um nome bem similar no perfil do Facebook e no Instagram, usar sua logo como foto de perfil de forma que seu símbolo fique bem visível e seja reconhecido facilmente.

E claro, preencha bem as informações gerais sobre sua empresa, isso é importante para que o cliente conheça sua história, como a Bio do Instagram ou a parte de descrição do Facebook.

Um ótimo exemplo de branding é o Nubank, que tem como cor o roxo e conseguiu deixar isso tão forte e associado a marca que o cartão é carinhosamente chamado de roxinho. Eles possuem essa cor em todas suas redes sociais, mesmo que de forma sutil, como no Instagram que possuem fotos com detalhes ou filtros da cor. 

Depois, você deve pensar em alimentar sua rede com conteúdo interessante para o público, isso gera engajamento, um indicador fundamental para gerar mais vendas com branding através da presença de marca no digital.

Como ter isso? Bom, não poste somente sobre o seu produto, tenha assuntos variados em suas redes, fale sobre seus fornecedores, sobre seu produto ou serviço, atualidades do mercado, sobre a sua marca, o que ela faz, valores e missão que ela emprega.

Você pode procurar por referências em concorrentes ou páginas comerciais que são referência em conteúdo para aumentar as suas vendas com branding.

O conteúdo é crucial nessa estratégia, ele que vai ajudar a conquistar o seu público, mostrar seu produto e fazer com que ele entenda como você pode solucionar a dor dele (lembra que falamos dela ao criar a persona?).

A persona vai ser fundamental nessa estratégia ao criar o conteúdo de branding, pense que suas personas são jovens, de 15 a 25 anos e que estão se profissionalizando. Seu conteúdo terá que ser leve, atrativo e o design deve ter cores bacanas para atrair esse público.

Viu como a persona interfere nisso?

Para cada público você deverá desenvolver um conteúdo que corresponda àquele tipo, ou você fará algo vazio que não atingirá ninguém.

Isso tudo faz parte do Marketing de relacionamento, que é fundamental para fidelizar os clientes e fazer com que eles comprem e consumam da sua marca. Isso não é fácil de conquistar, exige a cultura de toda a empresa, estratégias de bom atendimento no ambiente online e também no presencial.

O atendimento deve ser cativante, para conquistar o cliente em todos os processos do seu branding, seja na venda ou no momento pós, para garantir a satisfação dele, entender a compra e como você pode melhorar esse relacionamento.

Isso garante que o seu cliente sinta-se muito satisfeito com o processo, e ele vira sua publicidade gratuita de maior eficiência. Afinal, quando você recebe a indicação de um colega, parente ou amigo, costuma confiar na empresa por conta da opinião dessa pessoa.

Mas para conquistar esse sucesso no seu branding é necessário que as suas ações sejam direcionadas aos clientes, de forma que eles se sintam bem tratados e valorizados pela empresa.

Após criar uma boa estratégia de branding, fidelizar clientes e criar engajamento nas suas redes sociais, partimos para um outro passo que te ajudará a vender mais: os anúncios patrocinados.

2. Anúncios e posts patrocinados para vender mais

Com certeza você já foi atingido por qualquer anúncio, seja aquele primeiro site que aparece no Google ao procurar algo, ou dentro do Facebook, uma publicação que insiste em aparecer no seu feed. No Instagram, dentro dos stories, aparecem diversas empresas anunciando.

Esse são os “Ads”, traduzido do inglês, propaganda. São as empresas que pagam suas postagens e fazem com que elas sejam entregues para um público. Falando assim parece fácil de fazer, e de fato pode ser, mas quão melhor feito, melhor será o retorno nesse investimento.

O Facebook e Instagram Ads podem ser direcionados por gênero, idade, grau de escolaridade, renda, região, preferências e áreas pelas quais mais se interessam. Lembra quando falamos da produção de conteúdo de acordo com a persona? Bom, aqui vamos utilizar nosso público-alvo, quem queremos atingir de acordo com essas características.

Nessa plataforma existem diversas formas de distribuir melhor seu conteúdo de branding, e são vários formatos, você pode divulgar texto, notícia, imagem, vídeo ou outros. Isso pode ser divulgado em feed de notícias, na aba lateral, messenger, stories e aplicativos.

Além dos posts, é possível criar campanhas de anúncios, que são mais assertivas ainda quando falamos de resultados. Basicamente você entrega o conteúdo que deseja com um objetivo de conversão, pode ser uma campanha de curtidas na página, de visita ao perfil, ou de download de aplicativo.

Depois disso basta fazer uma boa segmentação, atualmente, é possível definir o público por localização, gênero, idade, idiomas e preferências. Lembre-se, quão melhor for realizada essa configuração, melhor será a conversão da sua marca.

Vamos supor que você deseja anunciar um curso. Você poderá segmentar para o Brasil todo, pois o meio de realização é online; pode elencar o gênero que possui mais correlação com o tema, e segmentar a idade do seu público-alvo. É possível até colocar preferências pessoais, pegar um público que siga ou curta páginas relacionadas a assuntos que envolvam o tema do curso.

Além disso, é possível exportar dados para as bases da campanha. Por exemplo, criar segmentações baseadas em listas de emails, público semelhante e pessoas que visitaram seu site ou seu local de venda, caso tenha um.

A plataforma ainda indica o tamanho do público que está contido naquele conjunto e qual estimativa diária de exibição baseada na verba disponível. 

Além de pensar nas configurações, o conteúdo dos anúncios e da estética é fundamental para chamar a atenção do usuário. Pense em você, quais anúncios ou formatos chamaram a sua atenção e por que? Isso ajuda a refletir sobre o que é necessário para conseguir a conversão que você deseja.

Falando em conversão, vamos ao nosso último, mas não menos importante, tópico…

3. Geração de Leads para atrair novos clientes

Primeiro, o Lead é todo cliente ou usuário que deixa algum tipo de contato com a sua marca. Ou seja, isso significa que ele possui interesse na sua marca, produto ou serviço. 

Eles são os potenciais clientes.

Você já deve ter sido Lead de alguma marca, ou empresa. Por exemplo, digamos que você deseja acessar um conteúdo na internet, um e-book, e para isso teve que fornecer informações como nome, e-mail, onde trabalha e qual o tamanho da empresa. Então acredite, você é o lead de alguém. 

Essas são apenas algumas informações de exemplo, mas o formulário precisa conter o que você precisa saber sobre o cliente. O e-mail é a principal informação, porque como vimos anteriormente, ele pode ser usado nas suas estratégias das redes sociais.

Mas o e-mail será uma das formas de atingir esse público com estratégias de e-mail marketing, onde é possível disparar e alcançar diretamente a caixa de entrada do seu usuário. Além de outras estratégias complementares que podem ajudar.

Como captar os leads?

Existem diversas formas de captar leads, mas as mais comuns são as Landing Pages e Anúncios.

A Landing Page é uma página de conversão, ou seja, é um link único de somente uma página mesmo. Nela deve conter o formulário pelo qual seu lead será gerado e outras informações interessantes para conquistar o interesse desse possível cliente.

Como já vimos anteriormente, os anúncios possuem um tipo específico para a conversão que facilitam o trabalho.

A principal importância dos leads é que eles são possíveis compradores, por isso, quanto maior for o número de leads, maior será sua conversão de vendas. Na verdade não.

Os leads são possíveis compradores e até se tornarem clientes de fato existe um longo caminho de nutrição deles. Esse caminho geralmente exige um trabalho coordenado e conjunto da sua equipe de marketing e vendas.

De acordo com uma pesquisa da MarketingSherpa, trabalhar a nutrição de leads pode aumentar em até 50% o volume de vendas de uma empresa a partir de sua base de dados, com um custo 33% menor do que seria necessário para conquistar novos leads.

Cada empresa possui o seu processo, mas a ideia principal é atingir o lead com conteúdo, de forma que ele sinta que sua empresa pode ajudá-lo com seu problema ou dor. E a partir disso é possível determinar o interesse dele em seu produto ou não.

Você pode direcionar a Landing Page para um produto que possua destaque, que vende muito bem e fazer com que seu público desenvolva interesse maior ainda neste produto. Pense em quais informações você pode fornecer ao lead que facilitem e ajudem a realizar essa compra, Isso faz parte da nutrição do lead. 

E aí você consegue definir quais são os leads que possuem mais potencial de conversão e aqueles que possuem menor. Isso ajuda a investir mais esforço da sua equipe com os possíveis clientes mais assertivos nas vendas.

UFA! Essas três dicas foram super recheadas de informações importantes para aumentar suas vendas. Mas aqui vão algumas tão importantes quanto essas:

“ a presença de marca no digital e temos certeza que irá aumentar suas vendas”

 

 

Se você quer desenvolver ainda mais seus negócio, conheça mais sobre a Urbana Branding, uma empresa que trabalha com a sua marca para ganhar presença no digital e aumentar suas vendas.

Compartilhar

NEWSLETTER

Sobre negócio, design e inovação.

URBANA BRANDING