7 sacadas para te aproximar do novo comportamento

Inovar é se adaptar. Agradar o consumidor não é mais o suficiente. O que as pessoas esperam são experiências que gerem valor de verdade, criem relacionamento e transcendam as expectativas.

E se é uma tendência de mercado, nós ajudamos você a se conectar! (Des)comportamento do consumidor: esse foi o tema do EPPA XV, onde o comportamento foi analisado, a criatividade foi explorada e novas experiências foram geradas.

Selecionamos 7 sacadas que foram extraídos deste grande evento!

 

1. Desligue as suas notificações você não precisa ficar sabendo de tudo!

Cuidado com o F.O.M.O ! Nunca estivemos tão conectados e isso tem prejudicado as conexões reais, o contato verdadeiro. Porque nós temos que ter likes?

Albert Einstein e Leonardo da Vinci não teve curtidas porque você tem que ter?

Estamos sem conexão real!! Faça o teste do whatsApp

Vai lá em ajustes do seu App – dados e armazenamento – Uso de rede Veja quantas mensagens você ja enviou e quantas recebeu. O número é assustador!

 

2. Estamos em convergência de uma nova era.

A era de novas referências comportamentais. Vivemos em uma rede hiperconectada dependente dos materiais simbólicos. ( inteligência artificial, robótica, machine learning e etc ). Há uma convergência destes materiais na construção da nova era.

A velha ordem morreu, mesmo você não acreditando, mas a idade a classe e o gênero estão de deixando de existir para dar início a um novo jeito de enxergar o comportamento da sociedade, a “Crowd Potency”

Na idade: A expectativa de vida aumentou, não há mais a idade velha, a tecnologia tem ativado o modo jovem do idoso. O adolescente em contato com a internet produz conteúdo de alto impacto.  (Um exemplo disso um garoto de 16 anos criou uma forma de limpar o plástico do oceano pacífico)

Na classe: O consumo cultural está permeando em todas as classes. Marcas de grife estão indo para a favela e lançando campanhas publicitárias mostrando que não há mais distinção de classe.

No gênero: Combinações comportamentais tem levado a entender que não há mais um gênero definido por homem ou mulher, há mais complexidade e uma combinação de todos eles. O posicionamento do Axe “find your magic” traz muito bem como exemplo.

 

3. Seu negócio cresce quando você une a novas marcas.

Toda as marcas possuem suas metas que precisam ser atingidas. Fazer parcerias é colaborar que ambas batam a meta. O crescimento de uma marca depende dos níveis de interesse, mantendo sempre a visão do ganha ganha.

Fazer parcerias é um jeito de vender, de ser percebido e fazer algo grandioso que ambas atinge o sucesso desejado. Se você é ponte de conexão de marcas, isso conta muito ponto em tudo o que você realiza.

 

4. Abundância é real e a colaboração aumenta e o preço diminui.

Já parou para pensar que quanto mais você faz pelo outro, mais é você o beneficiado?

Isso é tão real que esse comportamento tem sido adotado no meio digital. Nunca se criou tanto conteúdo de qualidade, porque mais pessoas estão sendo impactadas e colaborando entre si na busca de transcender a escassez. E o melhor quanto mais atores nesta operação colaborativa maior o impacto nos resultados e na formatação de um preço justo.

Mas acredite a experiência de compra onde cada um cuida de uma parte da venda traduz na fidelização e no encantamento de cada cliente, que passa a conviver com a marca de uma maneira muito genuína e verdadeira.

 

5. Há uma diferença entre fidelidade e lealdade de marca.

Toda marca precisa de engajamento, porque se não, ela está fora do jogo, não será percebida. Hoje dizer que tem qualidade não quer dizer nada é preciso fazer algo a mais e se você não tem feito uma entrega melhor que seu concorrente, cuidado!

A fidelidade é o conhecimento gerado pela sua entrega, e o seu valor percebido. Gerar confiança até que isso converta na preferência é um processo demorado, mas funciona.

Lealdade é o sentimento de pertencimento que você gera no consumidor, se você não tem diálogo com teu cliente você é uma marca que não tem voz, não interage e hoje é o que mais aumenta seu relacionamento é o engajamento. Quanto mais se dá, mais todos querem essa atenção.

 

6. Grandes ideias tem o poder de emocionar.

Não é de hoje que o que mais gera impacto em uma campanha publicitária é o quanto ela pode emocionar, e isso tem chamado bastante atenção.

A propaganda está em todos os lugares, dentro do meio digital então nem se fala, nunca houve tanto investimento em mídia, e o que ela quer? Tirar sua atenção. E isso é um grande erro, as marcas não deve te atrapalhar dessa maneira, elas precisam ser criativas e cuidar para que o conteúdo que você queira apresentar esteja coerente com que ela está vivendo. É possível há muitas métricas medindo a sua satisfação e muitas estão errando feio sem te gerar nada de emoção.

 

7. Primeiro os Objetivos do negócio e depois os objetivos de estratégias de comunicação.

São distintos e impactam muito no resultado se começar pela estratégia de comunicação.

Sabemos que mais importante que gerar visibilidade é dar solidez aos objetivos do negócio, por isso não falhe nesta parte, porque os investimentos em comunicação que não tem relação com o negócio pode te custar bem caro. E você vai perceber só depois. Então deixo aqui a sugestão antes de sair fazendo reflete onde pode falhar, assim você estará pensando em negócio antes de qualquer coisa.

 

Compartilhar

NEWSLETTER

Coloque aqui seu o melhor e-mail:

URBANA BRANDING