Sempre em movimento correndo a favor do tempo

 

 

Incerto. Sem resposta. Nada será jamais o mesmo. Essas são as palavras que mais temos escutado de nossos clientes, na internet e em conversas de família. Muitos setores estiveram que aprender a produzir em home office, outras empresas já vinham testando a nova forma de trabalhar, já outras não entenderam nada. Muitas fecharam as portas, e desde então vêm seguindo as ordens do governo, sem saber quando vão conseguir colocar seus negócios em funcionamento novamente. Por um lado abre a margem da reinvenção de postura frente ao novo, e é assim que a Urbana tem levado uma mensagem de esperança para nossos clientes. Aquilo que poderíamos levar anos para ampliar a maneira de comunicar no digital foi forçado a se fazer em semanas. E não é que tem surtido efeito?

Mentalidade do consumidor

Para não dizer enfraquecida, fragilizada. Nos últimos dias fizemos uma chamada de vídeo com um cliente que alegou que estariam prontos para demitir todos os colaboradores de um setor para uma nova contratação. Embora reconheça que essa é uma decisão difícil, o objetivo foi de fazer uma reciclagem e deixar a operação mais enxuta neste momento de incerteza.

Desde ali já fui observando que teríamos um posicionamento mais amigável, e que a verdade por mais que doa, teria que ser dita para aqueles colaboradores. A forma de amenizar era tentar compreender a realidade de cada um, tarefa que exigiria muito tempo, porém poderia surtir um grande efeito.

Nosso modelo de negócio

Optamos por ter um negócio enxuto, e a Urbana funciona assim há alguns anos. Nossos colaboradores estão espalhados pelo Brasil e o mundo, e isso nos permite permanecer surfando na onda de trabalhar em casa.

O que decidimos foi deixar mais flexíveis as entregas, visto que muitas empresas decidiram sumir. E isso é um fator externo, não temos controle. Por isso, seguimos produzindo muito por estes dias, apresentando projetos e ampliando o board estratégico para reuniões semanais com os clientes. Há orçamentos parados no e-mail? Claro, o momento de incerteza causa isso e muitas prospecções também não tem aparecido.

Parceria e diálogo

Estes dias um cliente nos questionou sobre a entrega de um projeto de branding, logo coloquei ele no fluxo do diálogo, na conversa amiga e apaziguei com um bom “vamos sair dessa juntos, meu amigo”. Não é o momento de quem fala mais alto, de quem tem mais razão. O momento é de parceria e diálogo. De deixar um áudio de WhatsApp com uma mensagem positiva, se colocando à disposição para o que precisar.

Nosso relacionamento com nossos clientes é mais do que somente uma prestação de serviço. É uma parceria em que nosso sucesso e sobrevivência estão interligados. Para garantir isso, estamos em parceria com clientes em tempo real para:

Três coisas a considerar

Seus clientes querem ouvir você, mas eles também querem saber que você simpatiza com o estado do mundo, bem como com suas situações pessoais. Continuamos lembrando a nós mesmos e a nossos clientes o seguinte:

Essa crise global representa uma mudança transformadora para quase todos os setores, e não existe uma fórmula para gerenciar o impacto de uma pandemia nos negócios. Na realidade, a abordagem atual não tem uma receita pronta. A ideia é ir testando e testando todos os dias para ver se está indo na direção certa. Embora não tenhamos todas as respostas, estamos lado a lado com nossos clientes, ajudando-os a navegar e a focar suas prioridades em suas necessidades comerciais imediatas. É difícil encontrar o equilíbrio nesses tempos difíceis, e nem sempre nossos clientes e nós vamos acertar. Mas de uma coisa sabemos: vamos sair  dessa bem mais forte do que entramos.

Escrito por Hector Rodovalho, CEO Urbana Branding

Compartilhar

NEWSLETTER

Coloque aqui seu o melhor e-mail:

URBANA BRANDING